Leilão Motos

Leilão da Caixa ainda não contempla motos

+ Leilão Motos

Leilão da Caixa

Andar de moto nos grandes centros urbanos se tornou uma das alternativas preferidas das pessoas que não suportam o trânsito caótico e pretendem aproveitar melhor seu dia ao invés de perderem horas parados em semáforos, à mercê de qualquer intempérie natural ou de eventuais assaltos que a situação propicia.

Para adquirir o bem, muitos condutores de automóveis acabam recorrendo a algum leilão de motos para fazer a compra de seu primeiro veículo do tipo, a fim de testar a qualidade do produto e saber se a fase de adaptação será rápida.

Pelo fato de o leilão da Caixa ser bastante conhecido pelo público, muitos acabam procurando a rede bancária para se informar melhor sobre o sistema de compra. No entanto, os leilões da Caixa ainda não abrangem a venda de motos e automóveis, ficando restritos somente à comercialização de imóveis no território nacional. A Caixa Econômica Federal já se aventurou na revenda de joias, pertencentes a pessoas que utilizaram os bens para penhora ou pagamento de dívidas, mas sua especialidade se restringe aos futuros lares da população.

Quem costuma praticar este tipo de vendas é o DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito), que faz leilão de veículos e motos frequentemente. Esta entidade pública tem o hábito de recolocar nas ruas os transportes que acabaram apreendidos por excesso de irregularidades e ultrapassaram o período estipulado como limite para o resgate da propriedade.

Os leilões promovidos pelo DETRAN sempre são muito divulgados e a procura é grande. Os maiores frequentadores deste tipo de comercialização são os proprietários de lojas revendedoras de automóveis ou motos, que adquirem os veículos por um preço bem inferior ao praticado pela tabela FIPE e vendem a terceiros pelo preço correto do mercado, obtendo desta forma um bom lucro sobre o bem negociado.

Ao contrário do que muitos imaginam, as motos são mais requisitadas nos leilões. Além de o valor negociado ser bastante atraente, este veículo tem sido muito procurado por compradores. Hoje em dia, as vantagens de se ter uma moto são muitas. A começar pelo rendimento no consumo de combustível, que faz os usuários economizar boa parte do orçamento. Há motos tão econômicas que são capazes de percorrer 50 quilômetros com apenas um litro de gasolina. Isto seria um grande sonho para os proprietários de carros, que veem seus possantes registrarem média de 10 quilômetros por litro.

Além desta razão, adquirir uma moto tem sido muito vantajoso, tanto que a procura por compradores tem aumentado constantemente. Em leilões, por exemplo, você pode se deparar com uma grande variedade de marcas e modelos, todos por preços bem mais em conta que os praticados no mercado.

A Caixa Econômica Federal ainda não disponibiliza este sistema de vendas, mas pode se tornar uma opção futura de negócio, uma vez que muitos interessados buscam informações nas agências sobre os leilões de motos e carros. Sabe-se que o leilão de imóveis, promovido anualmente, sempre resulta em sucesso, tanto de procura como em vendas, por ser uma das redes mais confiáveis do público.

Somente em 2011, na cidade de Belo Horizonte, a Caixa conseguiu vender R$ 400 milhões em um leilão de imóveis, que durou dois dias. Foram comercializadas cerca de mil propriedades, com aproximadamente 40% de desconto sobre o valor original, sendo bastante atrativo para quem sempre planejou ter sua casa própria. Além de vender por preços mais em conta, a Caixa também facilitou o pagamento, oferecendo seu sistema de financiamento e algumas vantagens adicionais para se tornar possível o sonho de muitas pessoas em sair do aluguel.

Leilões da Caixa

Apesar de ainda não haver nenhuma informação oficial sobre a participação da Caixa Econômica Federal em leilões de motos e carros, é sempre interessante ficar de olho nas oportunidades oferecidas no site oficial desta instituição (www.caixa.gov.br).

Em 2011, a aventura pelo universo das joias obteve grande êxito, sendo comercializados cerca de 7600 itens. O maior lance dado na ocasião foi a um colar de platina com diamantes, arrematado por R$ 32,6 mil. Já a peça que teve o menor valor de compra foi uma aliança de ouro, liquidada por R$ 680,00.

Para participar de um leilão promovido pela Caixa, é necessário que os interessados (tanto pessoas físicas quanto jurídicas) se cadastrem em alguma agência que faz parte do sistema de vendas. É preciso também apresentar alguns documentos na hora de efetivar sua participação, como os originais do RG, CPF e uma carta que comprove seu endereço de residência, para que seja cadastrada uma senha. Vale acompanhar diariamente as atualizações do site desta rede bancária, para ficar por dentro dos leilões que serão anunciados.

NOVIDADES

Cadastre-se para receber nossas dicas e notícias



Links Úteis

Tabela Fipe de Motos

Antes de comprar, financiar sua moto consulte o valor de mercado através da tabela fipe.

As informações aqui contidas são de utilidade pública, não possuímos vínculos com nenhuma das empresas citadas e não nos responsabilizamos por alterações nas condições dos serviços citados.