Leilão Motos

Entenda o funcionamento dos leilões do DETRAN.

+ Leilão Motos

Leilão do DETRAN

Juntar dinheiro para realizar o sonho de adquirir um veículo próprio e conquistar a independência do transporte público é o sonho de muitos brasileiros. Todavia, um consórcio a longo prazo, pode comprometer seriamente o orçamento doméstico, assim como adquirir o veículo à vista pode ser algo intangível para a realidade de muitas famílias.

Até mesmo para comprar uma moto, que tem o valor de mercado inferior ao de um automóvel, pode ser complicado para alguns motoristas. A solução que muitos encontram é participar de um leilão do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) no estado no qual mora, como você pode conferir neste vídeo sobre o assunto:

Este tipo de transação oferece diversas vantagens ao comprador, como legalização da moto, sucata ou outro veículo que esteja sendo adquirido, sem precisar pagar pelas dívidas anteriores ao leilão e conseguindo, muitas vezes, pagar um valor inferior ao cobrado pelo bem no mercado convencional.

Muitas pessoas, todavia, ainda têm certo preconceito em adquirir um bem leiloado, por não saber sua origem e por desconfiar que possa trazer má sorte ao arrematante, já que o leilão muitas vezes é realizado contra a vontade do proprietário.

Quem participa de um leilão de motos deve ter em mente, por exemplo, que aquele bem está sendo leiloado após ter sido apreendido há 90 dias, sem que seu antigo proprietário tenha procurado por ele. As apreensões podem acontecer por excesso de multas, falta de licenciamento e demais impostos atrasados, como, por exemplo, o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).

Outros veículos podem ter origem de furto ou sinistro e que foram recuperados pelas seguradoras, falência de empresas que precisam colocar seus bens à venda para pagar dívidas e também para a renovação da frota de uma firma que trabalhe com este tipo de automotor. A grande maioria dos bens leiloados é de seminovos, com cerca de cinco anos de uso e mesmo a sucata pode ser vantajosa ao comprador, que pode aproveitar para comercializar ou usar suas peças.

Aqueles que tiverem interesse em participar de um leilão de motos do Detran podem fazê-lo presencialmente ou online, dependendo da regulamentação do leiloeiro escolhido para a realização da transação.  É preciso ainda ser maior de 18 anos e estar inscrito no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) – com documentação regular – ou no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ). Geralmente é necessário se cadastrar para participar da transação, mesmo que ela seja realizada presencialmente.

O valor arrecadado pelo bem deve ter descontado alguns valores como, por exemplo, a estadia no pátio do Detran, 5% de comissão do leiloeiro, despesas com a remoção do veículo, algumas dívidas relativas e encargos legais que não são transmitidos ao arrematante.

Quem adquire uma moto ou um carro em um leilão fica encarregado de arcar com as despesas do IPVA do ano de compra e também com a transferência dos documentos para o nome do novo proprietário. Além disso, é preciso estar atento aos detalhes para que a transação seja realmente vantajosa. Avalie se o veículo está em boas condições “físicas” e também qual o estado de seu motor e parte elétrica – não adianta economizar no valor do bem e gastar o dobro com sua manutenção posterior, certo? – e também tenha em mente que não é possível parcelar o lance do leilão. É isso aí: o pagamento de um leilão deve ser feito à vista com cheque calção ou espécie (cerca de 20% no ato do lance e o restante até dois dias depois).

O veículo também não é entregue ao novo proprietário no dia do leilão, mas sim posteriormente, e fica sob responsabilidade do arrematante chegar ao local onde a moto está para poder retirá-la. No dia marcado, ele ou seu representante legal, deverão se apresentar no depósito no qual o veículo está guardado com os seguintes documentos:

O Detran de cada estado possui regras específicas a respeito da realização de cada leilão, assim como para o pagamento e retirada das motos e demais automóveis adquiridos por meio deste tipo de transação. De maneira geral, apenas nos dias úteis são feitas as entregas dos veículos aos seus novos donos.

Os editais dos leilões, indicando datas, horários, endereços e regras de cada transação, podem ser acessados nos sites dos Detrans estaduais, muitas vezes com um cronograma que possibilita ao comprador programar-se para participar da transação na data que lhe for mais conveniente. Alguns sites enviam boletins por e-mail, para informar os interessados sobre as próximas datas e, pela Internet, ainda é possível trocar experiências com outros participantes e descobrir os dias e horários do leilão de motos e automotores.

NOVIDADES

Cadastre-se para receber nossas dicas e notícias



Links Úteis

Tabela Fipe de Motos

Antes de comprar, financiar sua moto consulte o valor de mercado através da tabela fipe.

As informações aqui contidas são de utilidade pública, não possuímos vínculos com nenhuma das empresas citadas e não nos responsabilizamos por alterações nas condições dos serviços citados.